bagpipe 149380 640 e1515610429183

O que tem por trás do nome de uma marca? Saiba o que significa Glic Fàs

Relações são ditadas pelas primeiras impressões. Se isso vale para a vida pessoal, imagine quando entramos no mundo empresarial. Pensando especificamente no ambiente corporativo, você já se perguntou como é a primeira impressão de seu futuro cliente com sua marca?

Coloque-se no lugar de alguém que procura por um serviço. Você pode pedir indicações, recorrer ao Google ou procurar nas redes sociais. Qual será uma das primeiras coisas que você ouvirá (ou lerá) ao encontrar uma empresa que ofereça o que você esteja procurando? A resposta é simples: o nome.

Muitos ignoram o quão crucial um nome pode ser para um negócio, pois ele desempenha um papel muito importante no crescimento e na percepção de uma marca. Como falamos em primeiras impressões, é preciso ter em mente que o nome é a primeira interação do cliente com o negócio. Portanto, quando o potencial cliente tem aquela sensação de UAU logo no início dessa interação, significa que sua marca causou um impacto poderoso (o que já faz o seu negócio sair na frente).

Aliás, por um acaso, ao ler Glic Fàs você já se perguntou “O que significa esse nome?”, ou, então, já chegou a pensar “Que nome estranho”? Garantimos a você que, ao contrário do nome de um certo sorvete que existe por aí, Glic Fàs não surgiu de uma invenção. Para comprovar isso e mostrar o quanto entendemos da importância do nome como atributo da marca, queremos compartilhar uma história com você.

Era uma vez…

Alguns anos atrás, Claudio Pfiszter, Patricia Sibinelli e Silvio Luiz Zen (hoje sócios da Glic Fàs) tiveram seus caminhos cruzados em uma empresa cuja cultura era muito marcante. Lá, aprenderam a real importância de um nome como transmissor de valores da marca.

Patricia, representante do tema de Gerenciamento de Projetos, ministrava diversas palestras. Para executar esse papel, costumava fazer uma brincadeira com nomes conhecidos da área, transformando-os em substantivos, adjetivos ou em verbos conjugados. Em um jogo com as palavras, do PMBOK ela fez surgir o termo PMBOKês, de FNQ nasceu o FNQuês, do Grupo Promon veio o Promonês, e assim por diante.

Quando tomou a decisão de criar sua própria empresa, Patricia sentiu que deveria continuar a seguir essa linha de fazer as palavras ganharem vida. Para isso, ela buscou por algo que tivesse um significado relacionado com os valores e visão da empresa que nasceria.

A resposta para essa busca veio do idioma gaélico escocês. No meio de tantas palavras, estava lá algo que ia ao encontro da mensagem que o novo negócio deveria transmitir. Glic, significando sabedoria prática, sábio, sagaz ou visionário (no sentido de bom-senso), foi a grande eleita.

Em seguida, com a necessidade de um verbo para dar o tom de ação à marca, o idioma gaélico escocês apresentou, mais uma vez, a resposta. Glic, então, ganhou um complemento por meio da palavra Fàs, que significa crescimento ou tornar-se.

Assim, surgiu o nome Glic Fàs que, além de ter uma sonoridade fácil, significa sábio para crescer, crescimento sábio ou crescer com bom-senso. A marca que você vê hoje, portanto, é representada por um nome que resume um dos nossos objetivos: tornar os gestores de negócio protagonistas da transformação cultural e da busca da excelência de sua gestão, auxiliando suas empresas na jornada rumo ao crescimento.

Por isso, quando você ouvir o nome Glic Fàs de novo, lembre-se que adjetivo e verbo não se juntaram por um mero acaso ou por uma questão de sonoridade. Prestando mentoria ao gestor de negócios, com utilização de metodologia sistêmica, consistente e adaptável, nossa missão é ajudar a sua empresa a sabiamente (Glic) crescer (Fàs).

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Contate-nos

Patricia C. Cucchiarato Sibinelli
  • Diretora Executiva
  • Mentoria em gestão de negócios.
  • Tel: (11) 9 9911 0274