Pensamento no futuro: a chave para o sucesso do seu negócio

O que vem à mente quando você lê “pensar estrategicamente”? Se lembrarmos dos grandes estrategistas de guerra, como Napoleão Bonaparte e Júlio Cesar, estratégia tem a ver com enganar o inimigo. Já em uma partida de xadrez, cada movimento do jogador é um passo calculado, ou seja, as peças são movidas para atingir um objetivo no futuro. E o que as duas situações têm em comum quando pensamos em estratégia?

Muitos dos maiores conflitos registrados na história não foram vencidos por exércitos mais numerosos, mas sim por aqueles com uma estratégia mais bem elaborada. Na Batalha de Alésia, em 52 a.C, os 70 mil homens comandados por Júlio César venceram a legião de mais de 250 mil homens liderados pelo gaulês Vercingetórix.

Em um jogo de xadrez, assim como em uma batalha, para vencer o oponente é preciso imaginar o que ele fará, ou, ainda, é preciso arquitetar movimentos que o induzam ao erro. Em outras palavras, em ambas as situações é necessário ter o pensamento no futuro.

Se pensar estrategicamente é a diferença entre perder ou ganhar uma partida de xadrez ou uma guerra, qual é o poder do pensamento estratégico para uma empresa?

A importância do pensamento no futuro

Pensar estrategicamente é, como nos exemplos que citamos na introdução, ter um pensamento no futuro. Em uma empresa, isso significa antecipar mudanças no mercado, identificar oportunidades emergentes, prever riscos, entre outros fatores.

O pensamento no futuro é essencial para organizações que querem ser bem-sucedidas em seus setores. Acompanhe o raciocínio: sucesso nada mais é do que o resultado de pensar em como uma empresa pode realizar seus objetivos ao invés de apenas reagir às condições dos ambientes interno e externo. Portanto, ter o pensamento no futuro significa tomar uma série de decisões sobre quais ações devem ser tomadas para a obtenção dos resultados desejados (isto é, tem a ver com ser proativo).

Uma mentalidade estratégica também incentiva gestores a determinar o melhor uso dos recursos que possuem à disposição de modo a alinhá-los ao seu plano de ação. Nesse caso, mais uma vez, tem a ver com manter os olhos para o futuro.

Falando em determinar o melhor uso dos recursos, donos de empresas cujo pensamento estratégico (ou seja, pensamento no futuro) é um elemento central da filosofia gerencial, geralmente:

  • Conseguem reconhecer mudanças sutis no ambiente de negócios que terão um impacto direto em suas receitas;
  • São hábeis em prever como os concorrentes reagirão face a uma demanda de mercado, ou mudança no ambiente externo;
  • Tomam decisões mais lógicas, sempre considerando como cada ação pode impactar no futuro da organização.

Além do que foi abordado até aqui, empresas que entendem da importância de manter o pensamento no futuro estão muito mais preparadas a responder aos riscos do negócio.

Gestão de riscos, planejamento e pensamento no futuro

Se você é leitor do blog da Glic Fàs já percebeu o quanto destacamos a importância do gerenciamento de riscos nas empresas, independentemente do porte ou setor de atuação. A própria definição de gestão de riscos diz que ela tem a ver com identificar oportunidades e evitar ou mitigar perdas.

E como identificar oportunidades ou perdas sem antecipar-se a elas? Por esse motivo, para gereciamento de riscos o pensamento no futuro é de suma importância. Uma das maneiras de antecipar-se é por meio da criação de cenários. Como abordamos neste artigo, um cenário é uma história curta ou uma descrição de como um evento pode impactar as operações de uma empresa. A criação de cenários auxilia os gestores a entender e lidar com vulnerabilidades futuras. Para isso, é essencial que os envolvidos na gestão de riscos tenham um pensamento no futuro.

Destacamos que aqui não estamos falando em tentar fazer previsões. Muito pelo contrário, uma vez que por “estruturar o pensamento sobre o futuro” nos referimos a: identificar potenciais problemas e melhorar a preparação para lidar com eles (no próximo tópicos explicamos melhor).

Além da gestão de riscos, o pensamento no futuro é importante também para o planejamento estratégico. Aliás, pensar para frente é fator essencial para a elaboração de um planejamento estratégico de qualidade. Sem isso, o plano será feito com base no presente e no passado, o que impedirá a empresa de projetar caminhos que a levem ao sucesso.

No planejamento estratégico, o pensamento no futuro considera as variáveis de mudanças que todas as organizações estão sujeitas a enfrentarem. Sem esse olhar, a empresa pode não estar preparada para reagir aos eventos inesperados e questionar a validade das metas e necessidade de alterá-las.

Como adotar o pensamento no futuro?

Como mencionamos, pensar no futuro não é fazer previsões aleatórias. Está muito mais relacionado a ter um pensamento estratégico, que, por sua vez, tem a ver com ampliar o campo de visão e olhar além do fato, ou do problema em si, através de análises e dados confiáveis.

Conseguir ter essa visão ampliada não é uma característica de todas as pessoas, mas é algo que pode ser aprendido. Como primeiro passo, é necessário definir onde se quer chegar (“Quais são as metas e objetivos?”). Em seguida, deve-se considerar questionamentos como:

  • O que deve ser feito?”;
  • “Por que e como devemos fazer?”;
  • “Como o cenário pode mudar?”;
  • “Se o cenário mudar, o que vamos fazer?”

Lembramos que para responder às perguntas os responsáveis devem contar com dados (afinal de contas, pensamento no futuro não se trata de previsões em bola de cristal). Além disso, para conseguir enxergar adiante é fundamental estar aberto a ouvir opiniões e ideias diferentes.

A dica é trabalhar colaborativamente e expandir a mente. Por fim, se você precisa desenvolver a habilidade do pensamento no futuro, analise a situação como um observador para, assim, enxergar além do fato em si.

Concluindo

Como pensamento no futuro é quesito essencial para o pensamento estratégico, você pode entender melhor como adotá-lo e quais seus benefícios em um eBook que elaboramos exclusivamente sobre o tema “pensar estrategicamente”.

O material é gratuito e para acessá-lo basta fazer o download em nossa página. Então, agora que chegamos ao fim do artigo, aproveite e leia também o eBook Você sabe o que é Pensamento Estratégico e como ele pode mudar o rumo da sua empresa?

Este artigo foi útil a você? Em caso afirmativo, fique à vontade para compartilhá-lo com seus colegas. E para ficar por dentro de nossos outros materiais, acesse o Glicando, o blog da Glic Fàs.

Créditos imagem: Pixabay por Gerd Altmann

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contate-nos

Patricia C. Cucchiarato Sibinelli
  • Diretora Executiva
  • Mentoria em gestão de negócios.
  • Tel: (11) 9 9911 0274
Silvio Luiz Zen
  • Diretor Executivo
  • Mentoria em Gestão de Negócios.
  • Tel: (11) 9 9999 6564