Quem são os changemakers e por que sua empresa precisa deles?

Changemakers são todas as pessoas que podem transformar ideias em realidade, por meio de mudanças e transformações de empresas, sociedades e indivíduos de uma forma geral. O termo tem sido utilizado em vários contextos.

Por exemplo, a Gucci, empresa do ramo da moda, criou o programa Gucci Changemakers. Ele inclui três pilares, que são: o Gucci Changemakers Fund – o qual visa construir oportunidades dentro da comunidade afro-americana e das comunidades não-brancas – bolsas de estudo para estudantes universitários e uma iniciativa de voluntariado em toda a empresa.

Há também o Global Changemakers, uma “comunidade de jovens ativistas, voluntários e empreendedores sociais. A rede agrega pessoas de 100 países e é um espaço para partilhar experiências, desenvolver habilidades, testar ideias e ter acesso a oportunidades.”

Portando, como você pode ver, o termo tem surgido em diferentes esferas, desde o relacionado com a inovação e novas formas de trabalhar até a ligada às transformações. Isso nos leva à pergunta:

Qual a importância dos changemakers para empresas como a sua?

Houve um tempo em que clientes e consumidores queriam “apenas” ter um produto ou serviço. Eles não se preocupavam com nada além de obter os resultados desejados. Nessa época, empresas eram focadas em vender para o maior número possível de pessoas.

A preocupação com a venda ainda continua, claro. No entanto, hoje, em pleno século XXI, as organizações perceberam que para conseguirem atingir o objetivo final – o fechamento de um contrato, por exemplo – precisam oferecer mais.

O mundo digital e as novas formas de comunicação trouxeram às organizações a necessidade de entender melhor quem é seu público. A audiência de hoje está em todo lugar, especialmente nas redes sociais. Clientes, por sua vez, querem receber informações completas, ter suas necessidades atendidas, receber suporte na hora e investir em empresas que compartilham dos mesmos valores.

Entendemos que não basta ter o melhor produto ou oferecer o melhor serviço hoje, no tempo presente. Por isso, as empresas precisam pensar estrategicamente com foco no futuro e inovar antes que a concorrência o faça. E é aí que entram os changemakers.

Eles são pessoas capazes de articular uma visão inspiradora de onde a organização precisa chegar. Assim, conseguem atrair outros como eles, que também possuem empatia com clientes e outros colaboradores e podem sentir antecipadamente as necessidades de mudança.

Para conseguirem atingir seus objetivos, os changemakers são resilientes e preocupam-se muito mais com um panorama geral que com recompensas pessoais. Além disso, possuem visão estratégica.

Dessa maneira, eles entendem e trabalham para fazer com que a empresa caminhe em direção ao futuro, sempre com o olhar nas necessidades de seus clientes, que são também as necessidades da sociedade em que estão inseridos.

Quem são os changemakers?

Onde estão os changemakers nas empresas
Crédito: Pixabay por Please Don’t sell My Artwork AS IS

Empresas precisam ser flexíveis e adaptáveis às mudanças, pois somente assim conseguirão ter sucesso em um mundo que se transforma a passos rápidos. Por essa razão, dizemos que é fundamental gerenciar um ambiente capaz de mudar. Mas é preciso mais.

No mundo em que vivemos, não basta mudar, mas também, é necessário saber fazê-lo o mais rápido possível e da melhor maneira. Changemakers entendem isso e compreendem, também, que devem ser capazes de falharem e rapidamente darem a volta por cima.

Mais do que nunca, o ambiente empresarial requer proatividade, agilidade e inovação. Além disso, necessita de profissionais hábeis em responder às mudanças, sejam elas do mercado, do concorrente ou da economia. Colocando em outros termos, os changemakers são profissionais que geram impacto positivo sem se prender à posição que ocupam.

De acordo com o Project Management Instituto (PMI), existem alguns recursos necessários aos changemakers. Dentre eles estão as metodologias ágeis e as ferramentas de solução de problemas e baseadas em Inteligência Artificial.

O PMI cita ainda habilidades de poder – como liderança colaborativa -, mentalidade inovadora, empatia e capacidade de construir relacionamentos de confiança. Eles comentam igualmente sobre a importância de mostrar como o trabalho de cada um na empresa se relaciona com a estratégia de negócios e com outras partes da organização.

Gerentes de projetos como changemakers

De tudo mencionado até aqui, existe uma palavra que descreve a função dos changemakers: mudança. Pensando nisso, o que é capaz de trazer a mudança para uma organização?

Para que a transformação aconteça, é necessário que os projetos estejam no centro das atividades. Isso porque para a gestão de projetos, o que importa no fim de cada iniciativa é o resultado por meio de responsabilidade, propriedade e determinação.

É por isso que os gerentes de projeto são considerados como agentes fundamentais para ajudarem empresas, e por consequência, a sociedade, a se adaptarem às oportunidades e a se transformarem. Vale destacar também que eles são profissionais perfeitamente aptos para transformar ideias em realidade.

Em suma, para os gerentes de projeto é natural lidar com a tarefa de criar mudanças reais em uma organização. Conforme escrito neste artigo, eles “são considerados mestres da execução – que entendem profundamente as abordagens técnicas, formas de trabalho, liderança e têm perspicácia empresarial para fazer as coisas acontecerem”.

Afinal, a gestão de projetos trata de uma disciplina cujo foco é em alcançar resultados, compreendendo que para isso ideias precisam sair do papel.

Concluindo

Estamos cada vez mais interconectados e vivemos em um mundo que passa por transformações em um ritmo acelerado. Com isso, a complexidade dos desafios globais aumenta, sendo necessário agentes de mudança em todas as áreas de uma empresa.

Destacamos neste artigo os gerentes de projetos, pois entendemos que é a partir de um projeto que a transformação ocorre. E uma vez que uma empresa é transformada, podemos esperar impactos positivos também na sociedade em geral.

Já que os changemakers – sendo eles gerentes de projetos ou não – são profissionais que sabem conduzir mudanças, eles precisam ter um pensamento estratégico. Veja, neste e-book, como você pode introduzi-lo na sua empresa e mantê-la vivo, saudável e em crescimento.

Leia agora mesmo: Você sabe o que é Pensamento Estratégico e como ele pode mudar o rumo da sua empresa?.

Este post foi útil? Compartilhe-o com seus colegas. Para mais conteúdo como este, e para ficar por dentro de boas práticas da gestão de negócios, visite o Glicando, o blog da Glic Fàs.

Créditos imagem: Pixabay por mohamed Hassan.

Contate-nos

Patricia C. Cucchiarato Sibinelli
  • Diretora Executiva
  • Mentoria em gestão de negócios.
  • Tel: (11) 9 9911 0274
Silvio Luiz Zen
  • Diretor Executivo
  • Mentoria em Gestão de Negócios.
  • Tel: (11) 9 9999 6564