1526310001359835

Como a gestão de negócios de sua empresa pode evoluir?

Pergunte a um empreendedor de sucesso o que ele considera essencial para a sobrevivência de um negócio. Em 99% das respostas você encontrará as palavras Planejamento e Gestão de Negócios juntas.

Isso é fácil de entender, afinal, você consegue imaginar uma empresa bem-sucedida em seu segmento sem possuir um planejamento com objetivos bem estruturados e sem se preocupar com a administração do negócio? Impossível, não é mesmo?

Pois é, apesar de parecer óbvio – e talvez por parecer óbvio demais – muitas organizações acabam não dando a devida importância para a gestão de negócios, que vai muito além da administração propriamente dita. Para saber mais e para entender qual é nossa visão sobre o tema, acompanhe este artigo.

O que é Gestão de Negócios?

Explicando de uma maneira resumida, quando falamos em gestão estamos tratando de um conjunto de ações utilizando recursos financeiros, estruturais e humanos. Para a gestão de negócios existem, pelo menos, seis pilares (a lista a seguir pode ter outras classificações dependendo do autor):

  • Gente
  • Clientes
  • Produção
  • Econômico-financeiro
  • Fornecedores
  • Tecnologia da Informação

Uma gestão de negócios eficaz envolve a resolução criativa de problemas, motiva colaboradores e assegura que a organização atinja seus objetivos. Para que isso seja possível, é preciso trabalhar com os seis pilares acima, buscando garantir o alcance de resultados e, claro, o crescimento da organização.

Mas, Gestão de Negócios vai além disso

Em outra oportunidade, falamos sobre como ser um gestor de negócios mais competente. Nós também já mostramos a diferença entre um gestor e um empreendedor. Esse conflito de identidade é, na maioria dos casos, a diferença entre o fracasso e o sucesso de uma empresa.

O empreendedor que entende da necessidade de virar a chave e transformar-se em gestor dá uns bons passos para frente. O mesmo acontece com empresas que levam a sério a gestão de negócios e têm o entendimento de que ela é como um balizador chave para o sucesso da organização.

Aqui na Glic Fàs adotamos a visão de gestão de negócios explicada no tópico acima, mas damos um pouco mais de atenção ao tema, pois entendemos que a gestão possui um caminho evolutivo.

Caminho da Gestão de Negócios: a visão da Glic Fàs

Baseando-nos em literatura sobre gestão empresarial, governança corporativa e modelos de excelência em gestão, criamos o caminho que a gestão deve percorrer. Observe a imagem abaixo:

Lembra dos pilares da gestão que comentamos (colaboradores, clientes, produção, econômico-financeiro, fornecedores, tecnologia da informação)? Conforme o gestor vai estruturando sua empresa nos seis pilares, ele começa a se preocupar com estratégia, riscos, inovações e conhecimento (os temas transversais).

O quadro é evolutivo, ou seja, primeiro age-se para evoluir os seis pilares. Em seguida, parte-se para os temas transversais. O próximo passo é refletir sobre outras questões de acordo com o crescimento e necessidade do negócio. É nesse ponto que desperta a atenção para prestação de contas, com a presença de conceitos de Governança Corporativa.

Uma pincelada sobre Governança Corporativa

Governança Corporativa é o sistema de regras, práticas e processos pelos quais uma empresa é dirigida e controlada. Basicamente, ela busca o equilíbrio entre os interesses dos stakeholders, como acionistas, gerentes, clientes, fornecedores, financiadores, governos e a comunidade.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC):

“Governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas”.

Como apresentado na imagem no tópico anterior, a Governança Corporativa estabelece quatro princípios básicos:

  • Transparência na disponibilização das informações;
  • Equidade no tratamento dos sócios e demais stakeholders;
  • Prestação de Contas de modo claro, conciso, tempestível e compreensível;
  • Responsabilidade empresarial, zelando pela viabilidade econômico-financeira da organização.

Sobre Governança e Gestão de Negócios

Basicamente, a gestão de negócios tem a ver com o crescimento da empresa enquanto que a Governança Corporativa aprimora os processos para apoiar um crescimento sustentável. De uma maneira mais clara:

  • A Gestão de Negócios planeja, executa, age e controla;
  • A Governança Corporativa avalia, direciona e monitora.

Ao trazer práticas de governança para a gestão de negócios observa-se uma melhora significativa na definição dos papéis da gestão, bem como no que diz respeito à conscientização da organização sobre a importância do Planejamento Orçamentário e Estratégico (pois a Governança Corporativa preza pela transparência das informações contábeis).

Nas empresas, a governança não apenas aumenta o nível de maturidade da gestão, mas também previne conflitos. Com isso, cria-se um ambiente favorável para a construção e discussão do negócio muito mais profissionalizado e maduro.

Aliás, quando o empreendedor já trabalhou em empresas norteadas pelos princípios da governança, ele consegue fazer a transição de empregado para gestor de uma maneira mais fácil, pois já entende da importância de uma gestão profissional, transparente e com prestação de contas.

E para empreendedores que não possuem o background de governança, o mais indicado é ser auxiliado por uma mentoria especializada que analisa as práticas de negócios atuais e verifica o melhor caminho a seguir para uma Gestão Empresarial focada em Gestão Corporativa.

Assim, temos o caminho da Gestão de Negócios

A gestão de negócios é algo que se constrói. Começamos pelos pilares e seguimos pelos temas transversais levando em conta os princípios básicos, os quais compõem a governança corporativa. Claro que isso tudo faz parte de uma evolução, ou seja, é algo que vai sendo implementado na empresa conforme suas necessidades e estágio (ou seja, de acordo com o ciclo de vida empresarial).

É importante respeitar o momento da empresa e seus objetivos. Contudo, é igualmente importante entender que a gestão de negócios não se encerra na administração ou no planejamento.

Portanto, respondendo ao título deste artigo, a gestão de negócios pode evoluir à medida que gestores entendem o caminho a ser seguido e compreendem a importância de alinhar Gestão de Negócios com Governança Corporativa. Além disso, para uma gestão de excelência, tenha a certeza de que seu papel é realmente o de gestor, e não mais o de empreendedor de negócio. Se sua empresa for familiar, a evolução da gestão de negócios é também de suma importância. Sobre os temas, recomendamos dois artigos:

Caso você tenha alguma dúvida ou queira saber mais sobre a evolução da gestão de negócios, deixe um comentário ou entre em contato. E se este artigo foi útil para você, fique à vontade para compartilhá-lo com seus colegas.

Créditos: Unsplash por rawpixel

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Contate-nos

Patricia C. Cucchiarato Sibinelli
  • Diretora Executiva
  • Mentoria em gestão de negócios.
  • Tel: (11) 9 9911 0274